Dicas de negócio

Como escolher palavras-chave que funcionam

O bom uso de palavras-chave é um dos fatores que mais influência no ranqueamento dos conteúdos na internet. Isso porque é através delas que as ferramentas de busca (Google, Bing, Yahoo) entendem o que o usuário precisa e quais os conteúdos que deve entregar. O algoritmo do buscador faz uma leitura de todas as páginas que existem na web, contextualizam e comparam com o tema pesquisado pelo usuário, filtram os resultados correspondentes e os apresentam de acordo com a relevância. Isso tudo através das palavras-chave. Ou seja, as palavras-chave, ou keywords, são pontos de destaque no seu conteúdo na web que dizem respeito ao que você se propõe a falar no seu texto, os quais são lidos pelos buscadores para definir qual conteúdo apresentar ao usuário.

Isso é parte de uma estratégia básica de marketing de conteúdo e, a seguir, você vai aprender como escolher, quais os tipos, onde procurar e como usá-las para engajar seus leitores.

 

Como eu defino qual palavra-chave usar?

Essa parte é bastante simples: use as palavras que correspondem ao que você vai falar. Por exemplo: se você vai falar sobre arranhadores para gatos, o uso da palavra “gato” parece bastante óbvio. Mas nesse ponto pode surgir uma dúvida: e se só “gato” não for suficiente para destacar meu conteúdo na busca? É sobre isso que vamos tratar no próximo tópico.

 

Tipos de palavras-chave

De fato, a palavra “gato” não é suficiente para que seu conteúdo sobre arranhadores apareça bem posicionado na busca a ponto de ter bons acessos. Isso porque é uma palavra-chave mais genérica e que, apesar de ter um número maior de buscas, dificulta que um conteúdo específico seja identificado dentro de um contexto tão amplo. São o que chamamos de head tail, um recorte mais abrangente, porém pouco qualificado.

Para trazer uma maior segmentação à busca, utilizamos as chamadas long tail, que são palavras-chave mais específicas, com menos concorrentes e que possibilitam uma filtragem melhor pelos mecanismos de busca.

Por exemplo: arranhadores para gatos.

 

Quantas palavras-chave usar?

Não há um número específico de palavras a ser utilizado em uma página, mas é importante evitar extremos e ter um uso coerente com a narrativa do seu conteúdo. Para títulos (H1), por exemplo, recomenda-se que use apenas uma, a que mais expressa o eixo temático do seu texto. Já para subtítulos (H2), você pode usar outras palavras que se refiram a pontos mais específicos que você irá tratar. Por exemplo: arranhador de papelão, arranhador castelo, etc.

É importante dosar o uso no corpo do texto para não comprometer a dinâmica de leitura, pois se seu texto estiver “cansativo”, é provável que o usuário desista e saia da sua página. O tempo de permanência curto do usuário também prejudica o ranqueamento, então, cuidado!

 

Ferramentas de pesquisa

Antes de definir ou utilizar a palavra-chave, é superimportante que você saiba qual é a sua performance na web. Para isso, existem ferramentas que mostram números de buscas diários, relevância, movimentação e várias outras informações sobre as keywords. Você pode usar a própria ferramenta do Google Ads para fazer sua pesquisa. Ou, se preferir, há várias outras disponíveis, como Google Keyword Planner, Moz Keyword Explorer, Google Trends, etc.

Agora que você já sabe a importância das palavras-chave para uma estratégia de marketing, que tal colocar a mão na massa? Faça testes, analise resultados e veja com seus próprios olhos como elas fazem toda a diferença!

E se precisar de ajuda para traçar a sua estratégia de SEO, mande uma mensagem pra gente!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *