Inbound Marketing

Marketing médico: os limites para a publicidade de seu consultório ou clínica

marketing digital

A saúde é uma área que exige cuidados constantes, inclusive na hora de divulgar o seu trabalho. Um marketing médico ético e responsável traz bons resultados para consultórios ou clínicas e ajuda a melhorar seu posicionamento no mercado, mas demanda um bom conhecimento dos limites dessa comunicação. Por quê?

Pois apesar da liberdade para anunciar serviços, todo médico (independente da especialidade) está sujeito às normas do Manual de Publicidade Médica. Uma resolução do Conselho Federal de Medicina (CFM), esse manual orienta a produção de materiais de divulgação de serviços médicos e determina limites para essa prática.

Claro, o Marketing Digital para médicos e clínicas também precisa se adequar a essas regras. Por isso, contar com ajuda profissional para sua comunicação online é importante. Uma agência parceira que conheça esses limites e saiba trabalhá-los em estratégias bem direcionadas trará visibilidade e credibilidade para seu consultório ou clínica.

Hugh Laurie Good Point GIF

Mas, antes de pensar em estratégias, vamos conhecer o que pode e que não pode no marketing médico?

 

Marketing médico: o que pode (e suas limitações)

 

Divulgar serviços

 

Sim, você pode divulgar seus serviços. Só precisa lembrar que a publicidade médica deve obedecer a princípios éticos de orientação educativa, não sendo semelhante à publicidade de produtos e práticas comerciais. Seu nome completo e CRM devem estar sempre disponíveis para consulta.

 

Especialidade

 

É permitido divulgar títulos de especialista e falar sobre a sua área de especialidade registrada. Porém, caso você possua várias, a comunicação precisa limitar-se a duas delas. Importante: médicos que não são especialistas não podem falar sobre áreas específicas!

 

Blog

 

Considerado pelo CFM como uma ferramenta de disseminação de conhecimento científico, o blog pode ser um dos seus grandes canais de comunicação online, utilizado para construir sua credibilidade e torná-lo referência em sua área de atuação.

Hugh Laurie House GIF

 

Redes sociais

 

Pode usar! Apenas tome cuidado com o conteúdo: assegurar a divulgação de informações cientificamente comprovadas, válidas, pertinentes e de interesse público é requisito da comunicação médica.

E os meios de contato? A partir de 2015, uma resolução passou permitir que o endereço e o telefone do consultório ou clínica apareçam nas páginas das redes sociais.

 

Equipamentos

 

O CFM autoriza a divulgação de equipamentos que são utilizados em sua clínica ou consultório. Porém, o conteúdo jamais pode dar a entender que o equipamento representa uma garantia de sucesso no tratamento.

 

Entrevistas

 

Angry Election 2016 GIF by The Late Show With Stephen Colbert

Liberado! Pode participar de entrevistas, sim.

Mas tome o cuidado de não fazer autopromoção e não dar informações sobre o seu local de trabalho. Seu nome completo e CRM são o que deve aparecer.

 

Marketing médico: o que não pode

 

Dar garantias

 

Termos sensacionalistas que podem caracterizar propaganda enganosa precisam passar longe da sua comunicação. Exemplos? O melhor, o mais eficiente, resultado garantido…

 

Expor pacientes

 

É proibido utilizar fotos de pacientes para divulgar serviços e resultados, seja em anúncios de televisão, impressos ou na internet.

Hugh Laurie GIF

Mas o paciente autorizou!

Mesmo assim, exposição de pacientes não pode estar na sua comunicação.

 

Anunciar exclusividade

 

Sugerir que seu serviço é o único capaz de proporcionar tratamento para um determinado problema de saúde é uma ação vedada em qualquer propaganda e também em entrevistas ou aparições na imprensa.

 

Sugerir tratamentos ou diagnosticar

 

Quando você está na internet – nas redes sociais, principalmente – é comum que pessoas venham falar de sintomas e perguntar pelo que estão passando, ou como podem tratar certo problema.

Infelizmente, não há o que fazer para ajudar nesse caso.

Hugh Laurie Disney GIF

Sugerir tratamentos ou diagnosticar um problema de forma genérica, sem a consulta clínica individualizada, é proibido e está fora dos parâmetros éticos da profissão.

Esse foi um panorama de como o marketing médico pode funcionar e quais são as preocupações necessárias para garantir uma comunicação ética. Parecem muitas regrinhas? Quando se tem um bom parceiro – como a Eureka Digital – é possível fazer um ótimo trabalho! Cadastre-se em nossa página Marketing Digital para Médicos e vamos marcar uma reunião.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *